Evangelização

Memória da ação evangelizadora

A criação do Colégio Dom Bosco, em 1926, foi fruto da ação evangelizadora. Após o trabalho junto aos índios matogrossenses e consolidada a presença salesiana naquela região, Dom Malan chegou a Petrolina sabendo que uma grande missão o aguardava: evangelizar esta região do sertão nordestino. Foi compreendendo a importância da educação para tal finalidade e a importância da escola como multiplicadora de ações, que idealizou o futuro colégio. Não se tratava apenas de evangelizar o povo sertanejo, mas de cumprir os princípios que fundaram o Oratório de Valdocco, de assistência à juventude desvalida e abandonada pelo sistema social. Como uma escola de orientação cristã e católica, a história do Colégio Dom Bosco sempre se pautou na doutrina que prega a presença divina por meio dos exemplos da fé, da justiça, da fraternidade e da solidariedade. A Ação Evangelizadora do Colégio Dom Bosco, que se dinamiza e cresce a cada dia, objetiva formar crianças e jovens para o cultivo dos valores essenciais à vida, tais como: honestidade, generosidade, justiça, fraternidade, ética, respeito. À luz da Palavra, busca-se mostrar caminhos que levam à paz, à harmonia, ao amor.

Um colégio diocesano, o braço forte da igreja na educação de crianças e jovens, tendo a religião como fundamento do trabalho da escola, em todos os momentos. Uma escola que atrai para si a responsabilidade de atuação mais efetiva na prática da evangelização. No encaminhamento de crianças e jovens, o Colégio Dom Bosco interage com a comunidade estimulando a catequese. As crianças e jovens são orientados, preparando-se para receber os Sacramentos do Batismo, da Primeira Eucaristia e Crisma. A Infância Missionária trabalha a perseverança daqueles que já tiveram iniciação catequética. Muitas foram as crianças que, ao longo desses anos, freqüentaram os encontros religiosos que as tornaram mais cristãs, momentos que as acompanham na mocidade e maturidade, berço da formação da fé, inesquecíveis. Muitas também foram as pessoas que contribuíram e estão comprometidas, hoje, com esse importante trabalho desenvolvido pelo Colégio Dom Bosco.
O engajamento efetivo com a vida diocesana pode também ser verificado na presença do colégio nas mais diversas ações da igreja, em suas campanhas, comemorações, atividades voltadas para a comunidade. A criatividade dos alunos abrilhanta os eventos, com música, dança, jograis, performances. Um exemplo muito significativo dessa participação é o Coral Amigos de Jesus, formado por alunos do CDB, o qual, há muitos anos, anima as celebrações Eucarísticas da Catedral aos domingos e outros momentos litúrgicos da escola e da comunidade.

Existe, porém, a cada ano, um momento em que a religiosidade toma conta da escola: a Campanha da Fraternidade. É uma tradição do Colégio Dom Bosco vivenciar com profundidade e ações as campanhas da CNBB. Durante esse período, que repercute nos demais dias do ano, dá-se uma mobilização de todos os componentes da comunidade dombosquina em torno das atividades programadas. Cantam-se os hinos, discutem-se problemáticas, convidam-se palestrantes, projetam-se estudos e eventos em torno da temática, sempre de cunho social. Mais que apenas vivenciar o momento, o Colégio Dom Bosco preocupa-se em interpretar e aproximar o tema das campanhas à realidade dos alunos e da comunidade.

As ações evangelizadoras são de suma importância para a vida da escola não apenas como cumprimento de uma incumbência proposta quando de sua fundação, mas porque a humaniza, ao traduzir a existência da fé e da religiosidade que norteia o Colégio Dom Bosco de Petrolina há 88 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *